{Esta página é um esboço sobre engenharia de poço}

 

 

à A princípio farei a seguinte ressalva: ainda que estejamos no Brasil e tenhamos portanto o dever de no exercício da engenharia utilizar o Sistema Internacional de unidades, na prática cotidiana da engenharia de poço é comum a utilização dos mais diversos sistemas de unidades que coexistem e persistem. Dentro deste contexto deve-se ressaltar a importância da equação:

 

P = 0,17 * ρ * h

 

Onde P é a pressão em libras por polegada quadrada (psi), ρ é a densidade do fluido em libras por galão (ppg) e h é a profundidade em metros (m) do ponto onde deseja-se calcular a pressão hidrostática a partir do piso de perfuração (mesa rotativa). Vale notar que estas afirmações são de ordem prática – um olhar teórico pode levar ao mérito que h deveria ser medido a partir do bengala (pescoço do ganso) ou do nível da flow line mas isto para quase todas as necessidades operacionais não têm a menor relevância (alterações inferiores a 50 psi em pressões de 5000psi a 15000psi).

 

 

 

 

 

 

 

www.stefanoprimo.com